domingo, 5 de agosto de 2018

MAU CAMINHO – Carlos.


O homem violento alicia o seu companheiro, e guia-o por um caminho que não é bom. Pv. 16:29.
O homem dado a violência seduz o seu companheiro à opressão e atrai para junto de si distúrbios que afinam com seus sentimentos.
O mau caminho é sempre largo, cheio de facilidades e convites irreverentes; a estrada do bem nos mostra dificuldades e sacrifícios, entretanto, nos liberta das trevas, nos doando a luz.
Se estás guiando alguém, vê o roteiro em que pisas, pois, cego que guia cego não sabe para onde vai.
Quem faz aliança com o mal, está sempre preso no umbral da ignorância. Quem faz convênio com o bem, é livre em todas as configurações da vida.
Cuidado com as promessas enganosas, porque ninguém consegue induzir a lei de Deus.
A consciência escreve o que prometemos aos outros e, depois, seremos obrigados a assistir ao filme em que figuramos como atores e daí surgirão as nossas surpresas.
Todo erro premeditado é violência consumada, é embriaguez do orgulho.
Começa a pensar no bem, mesmo que estejas nas garras do mal.
Levanta a cabeça e pensa mais alto; não te deixes envolver no erro. Nem sempre a quantidade responde à exigência de qualidade.
Esquece a violência em qualquer lugar, ou situação em que estiveres, que a mão de luz do Senhor sempre está contigo.
Livro: Gotas de Amor, João Nunes Maia pelo espírito Carlos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita