quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

EXPIAÇÃO - Miramez

0998/LE
A expiação se cumpre mais acentuadamente no estado corporal. É por este motivo que existe a reencarnação, para acordar a alma que dorme, qual a dinamite que abala a rocha, no sentido de que venha a ser útil aonde for chamada a servir.
Quando a alma passa a vida toda na carne sob o guante da expiação, sem intervalo para o Espírito meditar, essa expiação por vezes continua depois do túmulo, pelas linhas morais, amolecendo sentimentos e abrandando o coração.
Os processos de despertamento das almas são rigorosos, quando é preciso, e a sua continuação, quando necessário, atravessa os séculos; no entanto, a intenção da vida é acordar o sentimento de amor.
A inferioridade do Espírito atrai para junto de si todos esses tormentos, como conjunção que Deus lhe dá em direção certa à luz da liberdade. "O Livro dos Espíritos" oferece pontos de luz para meditação dos Espíritos chamados e amadurecidos para essa compreensão.
Os homens a quem falamos, por ensejo que a vida nos dá, devem agradecer a Deus por essa bênção do céu, que os ajuda a abrir os olhos, ao invés de esperarem a morte para receberem as lições de vida. Essas lições já desceram do Céu ao seu encontro, pela Doutrina Espírita.
Bem-aventurados os que as trouxeram; bem-aventurados os que as divulgam, mesmo sofrendo duras provações; bem-aventurados os que têm essa fé como norma de vida, pois viverão na Terra já sentindo a companhia dos anjos; bem-aventurados os sofredores que passam pela expiação, pois serão consolados pela dor, que lhes abre a visão para a vida maior.
O final das expiações é mais agressivo, e vem com sofrimentos de todas as ordens, no sentido de despertar as criaturas.
O conselho do apóstolo Paulo aos coríntios serve para todos os sofredores que se encontram sob a ação da dor: Tolerais quem vos escraviza, quem vos devore, quem vos detenha, quem se exalta, quem vos esbofeteie no rosto, (II Coríntios, 11:20), porque essa tolerância lhes mostra o ponto que alcançaram na vida.
Se te parece que não podes tolerar do modo pedido pelo apóstolo, pede ajuda a Jesus, diante de qualquer modalidade de agressão que Ele, o Mestre dos mestres, não te perderá de vista, pela força do Seu amor.
Não penses que a expiação somente se cumpre na carne; esforçando, assim, para ficar livre do corpo, esse gesto é infeliz. A expiação atravessa o túmulo, desde quando o Espírito não esgotou as suas faltas, ou precisa de mais processos para o devido despertamento dos seus valores.
A carga que a humanidade está carregando nos ombros, de expiações e provas, é terrível. O fechamento do ciclo está se processando, e os próximos acontecimentos provavelmente não serão bons. Para extirpar um tumor maligno, é necessária a violência da cirurgia.
Vamos pedir a Jesus que nos abençoe, pela coragem e a fé.
Confiemos em Deus, que Ele é o Pai que sempre guia Seus filhos para a luz. Nós, do mundo espiritual, já despertos para a oportunidade do trabalho, estamos com as mãos dadas para despertar mais almas para o arrependimento sincero, no afã de que brilhe a claridade de Deus entre os homens.
Livro: Filosofia Espírita – Volume XX
Miramez / João Nunes Maia.  Miramez
Estudando O Livro dos Espíritos – Allan Kardec.
998. A expiação se cumpre no estado corporal ou no estado espiritual?
A expiação se cumpre durante a existência corporal, mediante as provas a que o Espírito se acha submetido e, na vida espiritual, pelos sofrimentos morais, inerentes ao estado de inferioridade do Espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita