segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

O Que Saberias Dizer? – Irmão José.

Se nãos consegues compreender o que se passa, não te desalentes e nem tem rendas às sugestões da incredulidade.
Estás, evidentemente, a caminho, mas ainda muito distante do ponto do perfeito entendimento da Vida.
Tudo tem uma razão lógica de ser e transcende a opinião do homem comum.
O Universo não se move ao acaso e as Leis que o regem não funcionam com base no imprevisível.
Um grão de areia, tanto quanto uma estrela que brilha no firmamento, cumpre com a tarefa que lhe é pertinente no contexto da Criação.
O que te parece suceder à revelia do Criador, obedece a ditames de ordem superior que não te atendem aos caprichos.
Os sentidos espirituais de que dispões na atualidade são tão limitados quanto as tuas percepções de natureza somática.
O espírito é imortal e todos os fenômenos de dor que o acontecem são experiências que se lhe estratificam no íntimo.
Não te detenhas na apreciação aparente das coisas e nem lhes dês uma interpretação definitiva.
Por que concluir pelo cepticismo, se os teus questionamentos permanecem, temporariamente, sem resposta?
Porventura, duvidavas da existência de teu corpo físico, quando a Ciência ainda engatinhava no conhecimento dele?
O que saberias dizer, ainda hoje, a respeito da natureza do pensamento e das emoções mais sutis que lhe constituem o ser?...
Livro: Dias Melhores.
Irmão José / Carlos A. Baccelli.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita