sábado, 10 de janeiro de 2015

FAMÍLIA - Emmanuel

Amigos, manifestastes o desejo de que me externasse com respeito ao sagrado instituto da família sobra a Terra e cumprindo um grão dever, cumpre-me declarar-vos que é ainda aí, nesse colégio sagrado da afetividade fraternal, que se educarão as energias para a consecução dos planos grandiosos da humanidade terrena no porvir.
*
 O instituto do casamento tem sido até agora um instrumento de lutas expiatórias para os espíritos faltosos e delinqüentes diante das leis sociais e Divinas, todavia, temos a considerar que talvez vinte por cem das uniões terrestres representam verdadeiros reencontros de almas gêmeas na face obscura e triste da Terra e todos os consórcios do futuro serão realizados na pauta dos grandes sentimentos das almas.
*
 Nessas uniões felizes podereis vislumbrar a ventura dos pares espirituais na Eternidade radiosa, onde as emoções criadoras da vida se manifestam dentro dos ideais profundos da felicidade e da beleza.
*
 Ali, não necessitam os espíritos amantes das dolorosas surpresas dos interesses egoísticos e mesquinhos do mundo e é para essa ventura que o planeta terreno terá de caminhar desde agora, realizando-se o grande plano da educação livre dos espíritos encarnados que deverão concentrar os seus esforços e energias na busca das alegrias perfeitas, cujos ecos pode a alma experimentar mesmo na Terra, apesar das suas sombras e das suas lágrimas.
*
 Nos tempos ominosos da atualidade em que parecera falecer todos os sonhos nobilitantes dos anseios humanos, temos a considerar como fator ponderável o desvio da mulher da sua missão evangelizadora de missionária, de companheira e de mãe, determinando o estado caótico da sociedade moderna.
*
 A vossa civilização vai-se extinguindo lentamente à míngua de humildade e de amor, porque secaram as fontes sentimentais que fertilizavam o campo abençoado da vida.
*
 Essas fontes se achavam nos corações femininos aptos a desenvolver o labor portentoso da Tarefa Cristã.
 As teorias envenenadas dos tempos atuais, os excessos demagógicos do feminismo preconizaram a mulher em detrimento de todas as iniciativas construtoras da humanidade. As próprias concepções bélicas do Estado, o progresso das indústrias guerreiras devem sua origem a esse transviamento da companheira do homem.
*
 As mães poderiam operar os movimentos internacionais em favor da paz, com muito mais proveito que os políticos e sociólogos de todos os matizes.
*
 Os desastres profundos a que se entrega na atualidade a vossa civilização, rica de evolução cientifica, mas pobre de amor e de concórdia, poderiam ser afastados em tempo se a mulher ainda quisesse compreender a ferida do mundo enfermo, para pensá-la com o seu carinho.
 E é por isso que vemos as concretizações temíveis do pensamento de Spengler, em todos os setores das atividades humanas.
 As experiências, porém, que se aproximam em futuro próximo, procederão à tarefa reeducativa da alma feminina, para que o instituto do casamento sobre a Terra represente o caminho da perfeição das almas.
*
 Nesse capitulo muito poderia eu dizer sobre o divórcio e suas conseqüências no meio ambiente social, estudando as disposições dos códigos de diversos países.
 Devo declarar, todavia, que cada alma tem a sua alma gêmea para o transcurso dos evos da Eternidade, mas que não justifico a separação perante as leis humanas, dentro de problemas da elegância e dos esnobismos da época.
*
 Um homem e uma mulher, em organizando o lar, devem pesar, antes de tudo, a gravidade dos deveres que lhes advirão do consórcio do pensamento e do coração.
 Ponderadas essas responsabilidades gravíssimas, não justifico o desenlace por questões de hábitos envenenados dos núcleos sociais, acreditando que é mais nobre viver com um desgosto do que se entregar a desgraças por ele.
*
 O casamento na Terra nem sempre é o perfume da auréola de flores de laranjeira; significa, antes de tudo, muito sacrifício, muito amor e muita renúncia.
 Com a educação, todavia, que se levará a efeito futuramente, nesse sentido, o matrimônio deixará de ser o instituto de provas expiatórias para ser a antecâmara da felicidade Celeste que as almas gêmeas experimentam na Plenitude Divina das alegrias da Eternidade.
*
 Meus votos de venturas a todos os irmãos presentes, Deus vos Guarde.
Livro: Ação, Vida e Luz.
Espíritos Diversos / Chico Xavier.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita