sexta-feira, 19 de setembro de 2014

PERANTE A VIDA - Joanna de Ângelis.

Investimento sublime a vida!
Em todas as suas manifestações expressa a suprema misericórdia de Deus, num conjunto de harmonias e bênçãos.
O homem, porém, nem sempre sabe valorizar-lhe a oportunidade.
Egresso das faixas primitivas do instinto por onde transitou, guarda as altas cargas das sensações em que se demora, em detrimento dos sutis apelos da emoção cru que se engrandece, na ascese para a libertação que o aguarda.
Detivesse-se mais no acurar das observacões e descobriria a glória do bem manifesta em todo lugar.
Por descuido ou inépcia vincula-se aos compromissos vis em que se emaranha e, ao ser surpreendido pela realidade da evolução de que ninguém se evade, reage e desagrega-se, mergulhando nos lôbregos estados de dor selvagem e inútil.
A vida já dorminte no mineral, sonhando no vegetal, pensa no homem, a caminho da perfeita integração na Consciência Cósmica, quando se torna anjo.
*
Multiplica a alegria de viver, esparzindo tuas concessões de ventura onde te encontres.
Inobstante te descubras em dor ou em agonia, compreende que o sofrimento é processo de libertação realizando o mister onde o amor ainda não firmou alicerces.
Sofrimento não é desdita. Esta somente surge quando o homem se torna causa e razão de infortúnio para o seu próximo.
Assim, sempre podes exalçar a vida.
Estiolando-se a flor o pólen fecunda e a planta nele sobrevive.
O despedaçar de muitos anelos engendra o surgimento de formosas realizações. .
A renúncia pessoal fomenta a abnegação que levanta as realizações da ventura.
Usa a tua vida na preservação de outras muitas vidas.
Mesmo que estejas açodado pelo desespero, evita o fosso da revolta ou o paul do desânimo.
A tua vida inspira outras vidas.
Sê abnegado!
O que faças e como faças constituirá emulação para as criaturas que seguem ao teu lado.
Sem que o percebas és inspirado por alguém, motivado por outrem, a teu turno modelo para outros que te seguem em pós.
Perante a vida és co-criador junto a Nosso Pai.
Vive, pois, de tal forma que, encerrando o capítulo da tua experiência no corpo físico, prossigas logo mais, noutra expressão na vida estuante.
Livro: LEIS MORAIS DA VIDA
Joanna de Ângelis / Divaldo Franco.
Estudando O Livro dos Espíritos – Allan Kardec.
686 É lei da Natureza a reprodução dos seres vivos?
Evidentemente. Sem a reprodução, o mundo corporal pereceria.
694. Que se deve pensar dos usos, cujo eleito consiste em obstar à reprodução, para satisfação da sensualidade?
Isso prova a predominância do corpo sobre a alma e quanto o homem é material. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita