quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

EMERGÊNCIA

 Perfeitamente discerníveis as situações em que resvalamos, imprevidentemente, para o domínio da perturbação e da sombra.
 Enumeremos algumas delas com as quais renteamos claramente, com o perigo da obsessão:
 cabeça desocupada;
 mãos improdutivas;
 palavra irreverente;
 conversa inútil;
 queixa constante;
 opinião desrespeitosa;
 tempo indisciplinado;
 atitude insincera;
 observação pessimista;
 gesto impaciente;
 conduta agressiva;
 comportamento descaridoso;
 apego demasiado;
 decisão facciosa;
 comodismo exagerado.
 Sempre que nós, os lidadores encarnados e desencarnados com serviço na renovação espiritual, nos reconhecermos em semelhantes fronteiras do processo obsessivo, proclamemos o estado de emergência no mundo íntimo e defendamo-nos contra o desequilíbrio, recorrendo a profilaxia da prece.
Livro: Estude e Viva.
Joanna de Ângelis / Divaldo Franco.
Estudando O Livro dos Espíritos – Allan Kardec.
479. A prece é meio eficiente para a cura da obsessão?
A prece é em tudo um poderoso auxílio. Mas, crede que não basta que alguém murmure algumas palavras, para que obtenha o que deseja. Deus assiste os que obram, não os que se limitam a pedir. É, pois, indispensável que o obsidiado faça, por sua parte, o que se torne necessário para destruir em si mesmo a causa da atração dos maus Espíritos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita