segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

TURVAMENTO MENTAL - Miramez

A mente é a casa grande da alma, onde ela se apoia para muitas realizações concernentes à vida. O turvamente mental inferioriza os centros de força, retarda suas voltagens e antipatiza com os fluidos vigorantes da vida. As ondas, que se despendem pelo sistema vorticoso, anelam-se com o magnetismo exudado dos sentimentos em decadência, e fazem até mesmo paralisar muitos campos menores de energia, provocando, em muitos casos, enfermidades de difícil diagnóstico.
Quando somos frequentemente atacados por pensamentos fixos, devemos atentar para esse alarme, pois indica que nos abeiramos do turvamente das ideias. São notas dissonantes na área mental. E essa situação desagrega o sorriso espontâneo, infecunda os bons sentimentos e cria dúvidas acerca da felicidade. E a medicina ocupa-se desse estado de alma, classificando-o em variadas neuroses e estados depressivos, que os medicamentos, por vezes, aliviam aparentemente, desarmonizando outros órgãos.
A cura se processa com o tempo, aliado à fé; e a ciência, no amanhã, certificar-se-á de que, mudando o modo de pensar do enfermo, os centros conglutinados de energias, deteriorados em vários pontos do sistema nervoso, vão perdendo forma e se esvaindo pelo sistema de excreção voluntária do cinetismo bio-orgânico. A excrescência mental surge da demora das ideias nos vales imundos do ódio, da vingança e da maledicência, não se falando de outras ramificações inferiores que a ignorância enceta. A efervescência moral limpa os céus da mente, desde que se apoie na lógica configurada pelo equilíbrio.
A tisnadura mental nasce do magnetismo inferior. As negras emoções fazem com que os pensamentos segreguem o lixo contundente. E os pontos mais atacados no corpo físico são as glândulas endócrinas, por serem pontos sensíveis de alto teor de atração psíquica. O sistema nervoso é logo banhado por afluxo de energias queimadas, que o córtex amplifica e derrama em todos os filamentos compostos de neurônios, que retornam à mente com dramas incalculáveis, em detrimento da própria alma. E as glândulas, nesse estado, sendo visitadas por agentes deturpadores, segregam hormônios, acrescentando elementos corrosivos que, por sua vez, perturbam todo o metabolismo da coletividade celular.
Vê-se que não compensa uma mente negativa. É bom que tenhamos coragem para enfrentar os problemas que surgem dentro de nós, no campo imenso da mente, educando os nossos impulsos, corrigindo as más tendências e transmutando os sentimentos indignos em reaçôes saudáveis e em intenções aprimoradas diante de Deus.
Já pensastes na energia que perdemos todos os dias em pensamentos improfícuos e ideias desajustadas? Porventura já meditastes no aproveitamento dessa força pelos métodos ensinados por Jesus? Então vamos pensar nisto e aplicar todos os conceitos do Cristo, pois é através desse esforço permanente que o próprio Mestre achará, abertas, as portas da consciência para nos visitar.
Se por acaso vos encontrardes no leito, obedecendo às reaçôes das ações praticadas, ou por processo direto da evolução, e achar que são inconvenientes as diretrizes que anunciamos, estais completamente enganado. A vida é um estirão eterno. O leito de dor é apenas um fenômeno que estimula em nós a percepção, em vários ângulos. Nota-se que o aprendizado na dor é mais completo. Começai assim mesmo, em qualquer circunstância em que vos encontrardes.
Qualquer hora é momento para começar a educação. A disciplina é ponto alto naquele que quer ser companheiro do Divino Amigo. Não deixeis a vossa mente se apagar por displicência. Vós tendes o poder de ser mais vivo do que sois.
Deixai a letargia imposta pela ignorância e alcançai a claridade espiritual de que o progresso é portador. através das vossas próprias mãos. Trabalhemos contra a poluição, nossa e da humanidade, com os recursos que o Senhor nos proporcionou, na dignidade do Evangelho, para nos livrarmos do turvamente mental nosso e dos nossos semelhantes.
Livro: Horizontes da Mente.
Miramez / João Nunes Maia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita