quarta-feira, 20 de maio de 2015

COOPERADORES - Emmanuel

Criarás os colaboradores da obra que o mundo te confiou. Perceberás que, para recebê-los em plenitude de atividade-entendimento, será preciso formá-los, no olvido de ti mesmo, ao suor da abnegação.
Reconhecerás que o concurso deve ser semeado, no meio em que vives e, quando nasça, à feição do vegetal humilde, reclamará vigilância e dedicação para consolidar-se e viver.
Observarás que assim como a praga, a geada, a canícula e o temporal ameaçam as plantas em via de produzir no auxílio ao cultivador, também o ciúme, a indiferença, o desapreço ou a irritação constituem perigos para a existência dos cooperadores de que necessitas para a execução do mandato que a vida te deu a realizar.
Vê-los-ás em todas as situações e tê-los-ás de todas as espécies.
É indispensável pensar nisso a fim de te habilitares para o serviço nem sempre fácil de harmonizar-lhes as disposições e tendências diversas, em favor da eficiência grupal.
Todos eles te analisam e todos reclamam a tua parte apoio e assistência, carinho e compreensão.
Encontrarás ao teu lado os fortes, com energia suficiente para te sustentarem os vôos da fé; no entanto, em maior quantidade, terás aqueles outros que deves amparar e complementar: os fracos que recuam a qualquer anuncio de sacrifício; os que rendem culto excessivo aos preconceitos sociais, incapazes de atitude independente, quando as circunstâncias lhes exigem a palavra aberta no campo do testemunho; os oportunistas que situam vantagens pessoais acima da obrigação de servir; os violentos que caem no extremismo da reação aos beliscões primeiros da crítica, e aqueles muitos outros que aparecem no trabalho e desaparecem dele, entre a promessa e a indecisão.
 A todos, tanto quanto seja possível, darás consideração e serviço, pensando, acima de tudo, na obra e não em ti.
 Amarás os teus cooperadores e aprenderás a conduzi-los com paciência e bondade, reconhecendo que, qual ocorre contigo mesmo, somente na forja do trabalho e do tempo revelará cada um deles o tamanho do seu ideal e a sua força de ação.
Livro: Encontro Marcado.
Emmanuel / Chico Xavier.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita