terça-feira, 19 de novembro de 2013

DESPERTAR DOS ESPÍRITOS - Miramez

0120/LE
Todos nós temos qualidades de ouro guardadas dentro do coração. Deus nos fez com perfeição em potencial, bastando somente que despertemos para o entendimento superior e vivamos no céu da felicidade. Não há Espíritos mais favorecidos e outros menos aquinhoados das bênçãos do Senhor. Um Pai, como Deus, abençoa a todos na mesma igualdade de doação.
Já falamos alhures que os que estão menos adiantados do que outros são Espíritos mais velhos na eternidade. Também os que hoje são ignorantes deverão chegar, pela força do tempo, pelas bênçãos de Deus e pelo seu esforço próprio, ao reino da luz, onde desfrutam da felicidade os seus irmãos angélicos, que trilharam os mesmos caminhos.
As almas foram feitas simples e ignorantes, todos conhecemos esse estágio dos seres espirituais, no entanto à medida em que elas vão despertando as suas qualidades espirituais, passam a se instruir, compreendendo e respeitando as leis do Criador.
A energia divina desce aos mais sólidos dos sólidos, para subir ao mais alto com a consciência refletindo a consciência soberana.
Os erros que vemos e entendemos como erros, são meios de educação das criaturas na grande escola universal, pela qual todos passamos, A ignorância nos induz às coisas fáceis e as coisas fáceis são ilusórias, elas são necessárias para nos fortalecer no bem, nas diretrizes do Amor e da Caridade. Se fomos criados simples e ignorantes, foi por vontade do Criador, e a ignorância não tem outro caminho a não ser o que chamamos de erro, dando uma dimensão às faltas que, na verdade, nunca existiram. Francisco de Assis, por exemplo, não nasceu “Francisco de Assis’’ ele passou por todos caminhos de ascensão por que todos estamos passando, despertando entendimento e crescendo para a luz imortal”.
Usemos a inteligência, que a razão nos dirá, envolvida na intuição divina, como deve ser, o que ocorre nas nossas linhas de crescimento. Acordamos devagarinho na extensão infinita da vida, e é nesta seqüência de glória, que todos temos, que vamos reconhecendo a grandeza do Grande Soberano e o Seu Amor para conosco.
Na resposta à pergunta aqui focalizada, “Pela fieira do mal, não; pela fieira da ignorância”, o Espírito suprime, com sabedoria, a palavra mal, por não ter ela existência nas qualidades naturais da vida. A ignorância é um estado do Espírito primitivo, que desconhece as leis de Deus. Para respeitá-las é necessário esforço, trabalho e sacrifício, e o ignorante, como já dissemos, é atraído para as coisas fáceis. Eis aí o porque da alma entrar pelos caminhos largos, porque por eles, os Espíritos, aparentemente, despertam seus valores com mais facilidade.
O sofrimento, entretanto, os predispõe a procurar a verdadeira saúde e o verdadeiro entendimento, voltando à casa paterna, pelo esforço de uma boa procura. Não existe mal algum, na nossa grande viagem de despertamento espiritual. O livre arbítrio nos foi dado para testar no que já aprendemos, na escola de Deus, e se o aprendizado não foi completo, entramos em caminhos que nos irão ensinar o que precisamos, essa é a verdade.
Livro: Filosofia Espírita – Vol. III
Miramez /João Nunes Maia.
Estudando O Livro dos Espíritos – Allan Kardec.
120. Todos os Espíritos passam pela fieira do mal para chegar ao bem?
Pela fieira do mal, não; pela fieira da ignorância.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita