quinta-feira, 23 de abril de 2015

Matemática do Tempo – Sebastião Lasneau


O tempo passa e corre tanto...
Na sua marcha milenar,
Indiferente ao riso, ao pranto,
Alheio a dores e alegrias,
Vai pondo os dias sobre os dias,
Como parcelas a somar.

Ódios, paixões, lutas, enganos,
Nem mesmo o podem retardar.
Sempre embuçado em seus arcanos,
Vai pondo os anos sobre os anos
Em sua conta de somar.

Passa o presente a ser passado;
Passa o futuro a ser presente
E a ser passado há de passar
Enquanto o tempo, indiferente,
No seu constante caminhar,
Na sua marcha indefinida,
Vai pondo vida sobre vida,
Em sua conta de somar!...

Livro: Antologia de Poetas Espíritas.
Clovis Ramos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita