segunda-feira, 6 de abril de 2015

NA HORA DA TRISTEZA - Emmanuel.

Entraste na hora do desalento, como se te avizinhasses de um pesadelo.
Indefinível suplício moral te impele ao abatimento, mágoas antigas surgem à tona.
Sentes-te à feição de viajor, para cuja sede se esgotaram as derradeiras fontes do caminho.
Não deixes a ansiedade te levar à tristeza inútil.
Se perdestes entes queridos, convence-te de que eles estão redivivos, a depender, quase sempre, de tua conformação para que se refaçam.
O tempo ensejará o consolo do reencontro.
Se tuas aflições te parecem excessivas, reflete nos irmãos desfalecentes para quem uma simples frase tua é comparável a facho estelar.
Oportunamente, cada problema terá solução.
Lembra-te de que podes ser, ainda hoje, o raciocínio para os que caíram na invigilância, o amparo dos que choram em desespero e a voz em defesa dos injustiçados e desvalidos.
Não te detenhas a relacionar dissabores...
Se as lágrimas te toldam os olhos, põe as próprias mãos nas mãos de Jesus e prossegue, na certeza de que o sol, amanhã, nos trará novo dia.
Emmanuel / Médium Chico Xavier
Livro: Livro da Esperança

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oração

Oração

Nossa Receita